O poder da negociação

 

A todo instante as pessoas negociam, mas sequer se dão conta disso. A arte de negociar vai muito além das tradicionais propostas dos vendedores. Seja no trabalho, com os amigos, ou com a família, a vida é um constante exercício de negociação. E essa competência, é hoje, uma habilidade imprescindível, em qualquer área de atuação, especialmente para aqueles profissionais atentos e que buscam a evolução na carreira.

 

Porém, saber negociar exige atenção, capacidade de argumentar e empatia. Para alcançar bons acordos, mais do que intuição é preciso dominar algumas técnicas, com o objetivo de obter resultados vantajosos para ambos os lados. Por meio de diretrizes que privilegiem a ética, transparência e comunicação é possível, por exemplo, impor limites, conseguir oportunidades profissionais, menos retrabalho, segurança para dizer não, facilidade de relacionamento com a equipe, entre outros benefícios.

 

E para aprender e se aperfeiçoar na arte da negociação, confira algumas dicas que podem ajudar, com excelentes resultados.

 

  • Defina seus objetivos: essa fase é muito importante, por isso, antes de iniciar a negociação, estabeleça as metas que tem em mente e qual a sua ordem de importância.

 

  • Saiba ouvir: dê a oportunidade para a outra pessoa falar, pois, dessa forma você terá informações suficientes para argumentar e expor sua ideia. Controle a ansiedade, transmita tranquilidade e, especialmente, saiba ouvir o seu interlocutor.

 

  • Preocupe-se com a comunicação: utilize linguagem simples e adequada para cada situação. Fale sem exageros e, o mais importante, seja sincero, evitando tom mais agressivo ou elevar a voz.

 

Ceda para conquistar: é importante pensar em que áreas pode ser mais flexível e, se for preciso, ceda. Em contrapartida, ofereça outras compensações, para que sejam vantajosas também para você. 

A hora de celebrar!

 

É chegada a época de celebrar as conquistas, aprendizados e aprimoramentos, no ambiente profissional. O fechamento de um ano é sempre muito simbólico, pois, com a aproximação das festas corporativas, os profissionais têm a oportunidade de avaliar seu desempenho e, mais do que isso, comemorar as conquistas do período.

 

Mais do que celebrar com uma festa bonita, regada de ingredientes especiais, as festas corporativas são o fechamento de mais um ciclo de trabalho e dedicação, que pode e deve ser comemorado com muita alegria. Muitos colaboradores encaram as festas como o momento de extravasar, porém, este encontro também é a oportunidade para estar junto a equipe, aos demais colegas e até mesmo, com os superiores, e deixar a sua marca e o seu comprometimento com os desafios do próximo ano.

 

E com a chegada do recesso de final de ano, o momento é ideal para refletir sobre as metas que farão a diferença, como também a chance para avaliar todos os esforços empenhados, colocar na balança os erros e acertos e, naturalmente, estar mais próximo de todos aqueles que contribuíram para o seu sucesso. Por isso, aproveite para agradecer o apoio, a parceria e o comprometimento da equipe. Divirta-se, e Feliz 2016!!! 

Faça o dinheiro trabalhar pra você!

 

 

O ano de 2015 está chegando ao fim e, assim, as temíveis contas começam a preocupar. É natural que, com a chegada do 13º salário, a maior parte das pessoas queira comprar presentes, investir numa viagem ou, ainda, reservar esse valor para pagar as dívidas. Mas há, porém, outras formas de aplicar recursos extras, e não necessariamente apenas os conquistados com o 13º.

 

Isso porque, com disciplina e foco, é possível utilizar o dinheiro de forma consciente e, o melhor, gerando lucro. A partir de qualquer valor extra que apareça, seja um trabalho freelancer, ou um adicional com o qual não contava, o melhor caminho é investir! Para isso, deve-se considerar alguns fatores determinantes para o sucesso dessa empreitada: suas crenças em relação ao dinheiro.

 

Sobre esse assunto, o autor Gustavo Cerbasi revela de forma contundente, no livro Dinheiro – o Segredo de Quem Tem, que muitas vezes as pessoas seguem alguns padrões de comportamento herdados da família e de relacionamentos, e acreditam que enriquecer é difícil. Para ele, existe uma fórmula para a abundância financeira, composta da seguinte maneira: 

 

 

E se depois desta leitura você ficou mais animado para poupar e ver seu dinheiro prosperar, veja mais algumas dicas:

 

  • Seja disciplinado, evite compras por impulso e, sempre que possível, corte gastos supérfluos. Desta forma, com qualquer valor sobrando, já é possível aplicar na poupança.
  • Converse com seu gerente bancário e procure se informar, antes de optar por um investimento. Existem boas opções, como CDB, poupança, fundo de renda fixa ou títulos públicos.
  • Só aplique o dinheiro depois de definir os objetivos financeiros e estipular prazos para alcançar as metas.

Ah o verão...

 

 

A estação mais quente do ano já está se revelando e traz diversas questões, como alimentação adequada, cuidados com a pele e saúde. Mas há outro ponto que merece atenção, principalmente no ambiente corporativo: o dress code.

 

Mais conhecido como código de vestimenta da empresa, esse modelo é importante, pois traduz a imagem da corporação na maneira de se vestir. Muitas empresas investem nessa prática, para que os profissionais entendam os valores e conceitos do local onde trabalham, e que apliquem, na forma de se vestir, as diretrizes definidas. Outras, porém, não estabelecem regras, mas, da mesma forma, orientam seus colaboradores para as melhores práticas.

 

As empresas aplicando ou não o dress code, o importante é ter consciência e vestir-se conforme pede o ambiente. É natural que, dependendo da cultura da empresa, algumas permitam o uso de bermudas para os homens, mas nem por isso os chinelos estão liberados. Da mesma forma, as mulheres podem optar por blusas de alças, mas devem ser cautelosas com o uso de roupas decotadas. Afinal, a apresentação pessoal pode ser fator determinante para transmitir uma imagem positiva, tanto do próprio profissional quanto da empresa que está sendo representada.

 

Para ajudar em como se vestir adequadamente, confira algumas dicas:

 

Vamos ajudar?

 

“Devemos ser a mudança que queremos ver no mundo.” A célebre frase dita pelo líder religioso, Mahatma Gandhi, expressa o sentimento de um grupo de colaboradores da Santillana Brasil, mobilizados pelo bem-estar do próximo. Graças ao pioneirismo de alguns funcionários, há dez anos a empresa conta com a Comissão Interna de Voluntariado Moderna (CIVM), que, de forma autônoma e independente, organiza diversas ações sociais com funcionários, prestadores de serviço e familiares.

 

Sempre engajados e atentos às oportunidades de ajudar, o grupo tem como mote vencer o comodismo e a falta de tempo, para, em conjunto, propor atividades humanitárias, entre elas campanhas como: o Outubro Rosa, Novembro Azul, Natal, entre outras. E por estarem atentos às necessidades da sociedade, em outubro, realizaram uma campanha interna para arrecadar itens de higiene pessoal para  doação às famílias amparadas pelo Centro de Acolhida para Refugiados da Cáritas Arquidiocesana de São Paulo.

 

De acordo com Rosa Maria Rodrigues, coordenadora de Direitos Autorais da Editora Moderna e uma das fundadoras do CIVM, a iniciativa foi abraçada pela empresa por reconhecer, nessa situação, a oportunidade de fazer a diferença. “Com o crescimento do fluxo migratório para o país, em especial oriundo de países em conflito (como Síria e do continente africano), os voluntários da CIVM, sensibilizados com a questão emergencial dos refugiados, decidiram contribuir com a campanha da Cáritas e, além disso, por ser o mês das crianças, arrecadaram brinquedos, doces e biscoitos para doação”, revela entusiasmada.

 

E, para dezembro, ações já estão programadas para atender à Cooperativa de Reciclagem Central Tietê, com a doação de dezenas de “sacolinhas” de presentes, e o Lar das Mãezinhas, com a realização de uma festa de Natal, incluindo, ainda, iniciativas com o objetivo de levar conhecimento às crianças e aos jovens amparados pelas instituições Movimento de Apoio à Integração Social (Mais) e da Associação Solidariedade em Marcha (Somar), com a doação de material escolar e livros de literatura infanto-juvenil.

 

E, você? Por acaso participa de algum trabalho voluntário? Que tal ajudar? Para conhecer e se engajar nas ações promovidas pelo grupo, acesse a página da CIVM no Facebook.