Itens com a tag oportunidades .

Boa reputação atrai boas oportunidades

 

Como profissional do mercado, ao procurar uma oportunidade de trabalho certamente você pesquisa quais são as características da empresa, antes de encaminhar o seu currículo e participar do processo seletivo.

 

Portanto, o inverso é absolutamente verdadeiro. Cada vez mais as organizações se empenham em pesquisar previamente as características dos candidatos antes de dispenderem várias horas em dinâmicas e entrevistas para a escolha dos melhores perfis.

 

O que talvez você ainda não tenha se dado conta é que este processo de levantamento prévio de informações, realizado pelas empresas, está se tornando cada vez mais criterioso e aprofundado.

 

Até recentemente, as avaliações mais detalhadas eram feitas apenas para o preenchimento de elevados cargos de gestão, especialmente para presidentes, conselheiros, vice-presidentes, superintendentes e diretores.

 

Atualmente, até mesmo cargos operacionais como os de analistas, coordenadores, supervisores e auxiliares têm recebido atenção mais focada dos contratantes, especialmente quanto à sua credibilidade, valores éticos e probabilidade de manter em sigilo informações privilegiadas da empresa.

 

Consultorias especializadas são contratadas para detectar potenciais riscos oferecidos pelos candidatos, detectados a partir de criteriosa pesquisa sobre a vida pessoal e o passado profissional de cada um.

 

Isto gera um alerta para você e para os demais profissionais do mercado: cuide da sua reputação. Todos os passos em falso dados no sentido de um comportamento duvidoso ou de práticas condenáveis serão investigados e utilizados para depor contra a sua candidatura a um novo cargo ou emprego.

 

A exposição da sua vida pessoal e ideias compartilhadas nas redes sociais é o ponto de partida. Caso você defenda posturas de ódio, racistas ou totalitárias, certamente ficará retido neste filtro inicial. Mas a análise vai muito além disso.

 

As empresas especializadas levantam informações complementares sobre conflitos de interesses por suas associações com concorrentes e fornecedores, ações judiciais nas quais esteja envolvido, violações de leis e regras de mercado, aparições em entrevistas nas mídias, histórico profissional, ações trabalhistas, envolvimento em processos por fraldes e muito, muito mais.

 

Ao mesmo tempo que este procedimento expõe os maus profissionais, ele valoriza e beneficia os candidatos que além do conhecimento técnico, possuem valores e comportamentos éticos que estão de acordo com as melhores práticas de convivência social, baseada nos princípios da honestidade.

 

Por isso, é bom insistir mais uma vez: cuide da sua reputação porque ela pode garantir a você oportunidades de trabalho nas mais conceituadas organizações do mercado.

Dominar outro idioma traz o mundo até você

 

Recentemente, o Brasil foi palco de alguns dos maiores eventos esportivos do mundo: Copa das Confederações, Copa do Mundo de Futebol, Jogos Olímpicos, Jogos Paralímpicos, além de sediar regularmente uma etapa da corrida de Fórmula 1. Em todos eles o fluxo de turistas estrangeiros é enorme e favorece o encontro entre culturas, desde que o seu domínio de outras línguas permita esta interação.

 

Você sabia que o português está entre os dez idiomas mais falados no mundo? Ele ocupa a oitava colocação, com 250 milhões de falantes nativos da língua, incluindo o Brasil e países como Portugal, Angola, Moçambique entre outros.

 

O lado desfavorável desta curiosidade é que o português não é a língua oficial dos negócios, nem está entre as mais importantes. Sem dúvida alguma o inglês, que é falado por 730 milhões de habitantes de países que o utilizam como língua oficial, ocupa o primeiro lugar em importância internacional, apesar do mandarim ser utilizado por 1,3 bilhão de pessoas.

 

A conclusão imediata que se chega diante deste cenário é que o aprendizado de uma segunda língua, para os brasileiros, é mais do que uma alternativa. Tornou-se uma exigência do mercado. E o inglês deve ser a prioridade.

 

Talvez você esteja pensando: “mas eu trabalho em uma empresa nacional. Para que eu preciso falar outro idioma?”. Existem muitos motivos para isso, tanto profissionais, quanto pessoais.

 

Uma boa razão é que você não pode saber até quando ficará no seu emprego atual e, caso venha a sair, falar outros idiomas representará um diferencial muito grande no seu currículo. Uma pesquisa recente mostrou que, em média, o salário de um profissional com fluência na língua inglesa pode ser até 61% maior. A mesma situação para o espanhol pode representar aumento de 38% a 54% no salário.

 

Além disso, praticamente todos os manuais e apostilas de softwares e hardwares utilizados pela empresa são produzidos em inglês. Sendo fluente no idioma, você poderá absorver todas as informações rapidamente, sem necessidade de aguardar a ajuda de algum colega que possa explicar o significado das palavras e o sentido das frases.

 

Do ponto de vista pessoal, você também tem muito a ganhar estudando uma segunda língua. A primeira vantagem é poder se comunicar com o mundo diretamente, sem intermediários, quer seja pelas mídias sociais, ou pessoalmente durante as suas viagens ao exterior.

 

O seu cérebro é exercitado e torna sua memória mais efetiva, ampliando a proteção contra a incidência de algumas doenças, especialmente o Alzheimer, de acordo com pesquisas comprovadas pelo Centro Público de Luxemburgo.

 

A capacidade de concentração também melhora muito, conforme estudos da Universidade de Northwestern, nos EUA, que mostraram que “pessoas bilíngues têm a capacidade de se focar melhor em ambientes agitados e barulhentos, porque têm fortalecidas as áreas do cérebro que são usadas para perceber e diferenciar sons e ruídos”.

 

Você já deve ter percebido que não faltam razões para você dedicar uma parte da sua agenda para aprender novos idiomas ou aperfeiçoar os que você já fala. Você vai desfrutar de benefícios imediatos, como cantar uma música sabendo o que a letra quer dizer, e vantagens a médio prazo, com a ampliação da sua empregabilidade e, quem sabe, do seu salário.

 

Good Luck!

Suerte!

Bon courage!